Notícias da vida do Instituto

1. FÉRIAS MISSIONÁRIAS EM AMARANTE

A edição das Férias Missionárias deste ano decorreu de 10 a 18 de Julho nas paróquias de Salvador e Lomba (Amarante), lá bem no norte, do lado de cá do Marão.
Foram dias bem vividos e muito diversificados. As missionárias, acompanhadas por um grupo de raparigas, visitaram as famílias e os doentes, fizeram encontros com jovens e crianças; os momentos de oração também se repartiram ao longo do dia, de manhã até à noite com a Missa e a Adoração Eucarística.
Queremos aproveitar a oportunidade para agradecer ao Pároco, Senhor Padre Castro, o bom acolhimento que sempre nos fez, do princípio até ao fim.
Para o bom povo destas paróquias vai aqui também o nosso sincero obrigado pela sua generosidade e pela participação nas diversas actividades desenvolvidas nestas férias. Que Deus recompense a todos.

2. EXPERIÊNCIA MISSIONÁRIA NO GURUÉ

Durante um mês - de 28 de Julho a 28 de Agosto - as missionárias Lurdes e Lena participaram nesta experiência em terras de Moçambique juntamente com um grupo de mais de 20 jovens, incluindo a nossa jovem amiga Nônô.
Depois de algumas peripécias na partida, todo o grupo se reuniu em Maputo e voltaram a voar dali até Quelimane. Então a um de Agosto foram de "machibombo" (isto é, de camioneta) até ao Centro Polivalente Leão Dehon, no Gurué, onde se dedicaram durante três semanas a trabalhos vários: organização da biblioteca da Escola Básica e Industrial do Gurué, informatização do armazém, montagem de um laboratório de Física e Química e leccionação de um curso de Inglês.
Na última semana da estadia naquelas terras de Moçambique aproveitaram para visitar a Fábrica de "Chá Gurué", uma produção de camarão em Quelimane e até fizeram um pequeno safari na África do Sul - Kruger Park - onde viram os animais de grande porte, que não se vêem todos os dias: hipopótamos, elefantes, girafas, rinocerontes, zebras, búfalos, entre outros.
Nesse tempo que por lá viveram a Lurdes e a Lena também contactaram de mais perto com a Família Dehoniana que está constituída por aquelas terras e compreenderam a enorme necessidade de missionários e missionárias de que aquelas pessoas sentem.
Enfim, foi uma experiência extraordinária quer pelo contacto com a população, de uma simplicidade e humildade impressionantes, convivendo com a maior pobreza, mas também da alegria contagiante, uma experiência de acolhimento, quer por parte das pessoas por cada caminho por onde passámos, quer também por parte das várias comunidades de padres dehonianos que nos fizeram sentir, verdadeiramente, em casa.
Uma experiência partilhada por todo o grupo foi também a contemplação da natureza, da vegetação, das cores da terra, dos frutos (papaia, ananás, banana)... vivemos um pouco no paraíso porque existem lugares nesta criação imensa que autenticamente parecem paraíso...
Agradecemos, desta forma a todos quantos ajudaram este grupo a fazer a experiência, todos os que contribuíram com as nossas vendas de Natal, Páscoa, na compra de T-shirt's e também, aqueles que na oração sempre nos acompanharam. Muito obrigada, também em nome do povo de Moçambique que beneficiou com toda o equipamento que conseguimos levar (computadores, material de laboratório, livros, dinheiro). Que o Senhor vos recompense por tanta generosidade!

 

 





© MAMCJ 2004- Todos os direitos reservados