Tema de Reflexão

ESPERANÇA NA MISERICÓRDIA DIVINA

Quando te colocas diante de Deus e pensas no fim altíssimo da união com Ele, compreendes imediatamente que o grande obstáculo que se interpõe entre ti e Deus são os teus pecados, a tua fragilidade e a tua miséria, pelo que te é tão difícil viver de um modo digno de Deus. Mas a esperança vem ao teu encontro, assegurando-te, da parte da misericórdia infinita, o perdão dos pecados e a graça necessária, não só para viver bem, mas ainda para viver santamente.
O perdão dos pecados afasta de ti o obstáculo à união com Deus, a graça aproxima-te dEle e, finalmente, consuma a união. Que grande consolação inunda a tua alma quando tu, tão fraco que não consegues evitar o pecado, pensas que Deus te dá a garantia do Seu perdão; sim, todas as vezes que, sinceramente arrependido, reconheces as tuas faltas, Ele perdoa-te efectivamente pelos merecimentos de Jesus e as tuas culpas ficam esquecidas para sempre;
- deves ter a certeza disto, não é lícito duvidar, porque não te é lícito duvidar da misericórdia e das promessas divinas. "Ainda que os vossos pecados fossem como o escarlate, diz o Senhor, tornar-se-iam brancos como a neve."(cfr.Is. 1, 18). Além disso,
- Deus quer que estejas igualmente certo de que te concederá as graças necessárias para viveres bem, para venceres as tuas tentações e os teus defeitos, para progredires na virtude; conseguirás assim a união com Ele, não só no céu, mas também na terra. O teu ideal, ideal de santidade, não é pois irrealizável! Deus quer que esperes tudo dEle, não porque o mereças, mas porque Ele é infinitamente bom, porque é a omnipotência auxiliadora, sempre pronta a vir em nosso socorro. Seria temeridade, certamente, esperar que Deus te salvasse e santificasse sem a tua cooperação; mas, se da tua parte fizeres o possível para evitar até as mais leves faltas e por exercitar com generosidade as virtudes,
- podes esperar com certeza que Ele fará por ti o que tu, apesar dos teus esforços, não consegues fazer.
- Deus quer que estejas certo disto. A certeza é uma propriedade da esperança perfeita e Deus quer que pratiques esta virtude com perfeição.

(De "Intimidade Divina", 2ª Ed., pág. 951)

São João da Cruz

"Ó Senhor, a viva esperança em vós dá a alma um tal vigor, coragem e elevação ás coisas da vida eterna que, em comparação com o que ali nos espera, todas as coisas do mundo lhe parecem, como são na realidade, secas, murchas, mortas e de nenhum valor.
"Dai-me, portanto, ó meu Deus uma forte esperança, a fim de que ela me despoje de todas as vaidades do mundo e eu não ponha o coração em nada, não esperando nada do que há no mundo, mas viva somente vestido da esperança da vida eterna."

(De "Intimidade Divina", 2ª Ed., pág. 952).

Santa Maria Madalena de Pazzi

"Ó Senhor, dai-me uma esperança forte porque não me posso salvar sem que esta virtude esteja bem radicada e infundida na alma. É-me necessária para implorar o perdão dos meus pecados e alcançar o meu fim.
"Que deleite produz a esperança na minha alma, fazendo-lhe esperar aquilo que deve depois gozar na pátria, fazendo-lhe saborear em parte, já neste mundo, o que no céu há-de eternamente saborear, compreender e possuir, que sois Vós, meu Deus".

(De "Intimidade Divina", 2ª Ed., pág. 953).

 



 


© MAMCJ 2003- Todos os direitos reservados