TESTEMUNHOS VIVOS


1. Era da "Igreja do Reino de Deus"!...

Sou um membro de uma "Célula Missionária". Apreendi das Missionárias do Amor Misericordioso do Coração de Jesus, que nos orientam, que nós "Celulistas" devemos estar prontos para evangelizar sempre e em toda a parte. Procuro portanto não perder as ricas oportunidades que Jesus, Bom Pastor, me envia para procurar sempre a "ovelha perdida".
Assim aconteceu um dia que encontrei na rua uma senhora, que ainda não conhecia, com a qual comecei a falar. Levei a conversa para assuntos religiosos, e perguntei-lhe se era católica, se ia a Missa, etc. Respondeu que ia à "Igreja do Reino de Deus". Fiz-lhe ver o erro em que andava e convidei-a a ir comigo à Missa num dia determinado, mas as amigas "do Reino" já a tinham convencido a não ir.
Continuei a rezar por ela e numa ocasião mais propícia, levei-a até ao Sacrário, falei-lhe da Missa e da confissão, e imediatamente ela recusou, nem queria ouvir falar de tal.
Não perdi a esperança, e continuava a pedir a Jesus por aquela senhora.
Mais tarde, voltei a ir com ela até junto do Sacrário e demorei-me um pouco mais, e pedi com insistência ao Senhor para enviar um sacerdote para que ela se confessasse... e, naquele momento apareceu mesmo um!...
Aproveitei logo e fui falar com o Sr. Padre, e disse-lhe a ela para se confessar. Imediatamente ela respondeu que não. Insisti, dizendo-lhe que não era difícil, que o sacerdote a ajudava e, naquela hora, lá foi e confessou-se.
No final, não parecia a mesma, estava mesmo feliz, e não era para menos, há 30 anos que não se confessava!... Quão paciente é a Misericórdia do Senhor que não desiste de esperar por nós...
Uma celulista

2. Andava no espiritismo...

Uma vez tive conhecimento que havia uma senhora que andava no espiritismo. Uma amiga dela aconselhava-a a deixar isso e fosse falar com um sacerdote, mas não era ouvida. Então, quando eu soube do caso, procurei encontrar-me com ela. Eu também fiz-lhe ver que devia falar com um Sacerdote. Respondia-me que tinha vergonha de dizer o que fazia no espiritismo. Animei-a, dizendo-lhe que o Sr. Padre ia entender tudo.
Por fim, a senhora aceitou o conselho e foi confessar-se.
Ficou muito contente e a vida dela mudou, pois agora frequenta os sacramentos. Havia muitos anos que não se confessava!
Vale a pena evangelizar! Bendita a Vossa Misericórdia Divina, ó Jesus!
Uma celulista

 

 

 


© MAMCJ 2004- Todos os direitos reservados